fbpx
A saúde do setor imobiliário brasileiro, foi fortemente abalada pela crise política e econômica que acometeu o Brasil nos últimos anos.
Prepare-se, tudo indica que esse cenário irá mudar

As perspectivas para 2018, são positivas de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) devido à redução na taxa básica de juros, Selic, que foi para 7% ao ano.

Economistas projetam para 2018 mais uma queda na Selic de 0,25%, que deve influenciar ainda mais na tomada de crédito do consumidor, abrindo oportunidades para compra, locação e investimentos no mercado imobiliário.

Por isso, é importante entender alguns termos do setor e funções de cada instituição que nele atua.

Afinal, o que faz uma Imobiliária, um corretor de imóveis e uma Incorporadora?

Vamos conferir agora:

Imobiliária

“A Imobiliária atua na intermediação de vendas e locação de imóveis, bem como a administração de imóveis locados. Ou seja, atua como mediadora entre o comprador ou locador e o proprietário do imóvel”, explica Juliana Gil , Diretora de Incorporação da Promoval Incorporadora.

Isso significa que as Imobiliárias não costumam estar envolvidas com a construção do empreendimento. Seu papel se limita a oferecer um leque de opções para o comprador e ajudar que ele encontre o melhor imóvel para suas necessidades.

Basicamente, uma Imobiliária pode oferecer os seguintes serviços:

– Cadastro de imóveis disponíveis para locação e venda;

– Consultoria referente às necessidades do comprador ou locador;

– Avaliação do imóvel por um especialista para determinação de valor;

– Intermediação de contratos e seguros imobiliários.

Dessa forma, a Imobiliária é uma empresa responsável por oferecer aos seus clientes o expertise na área de imóveis. Por meio desse intermédio, é possível garantir que toda a documentação estará em dia e que os contratos estão adequados.

Corretor de imóveis

O corretor de imóveis é um profissional especializado na área Imobiliária. “Ele poderá trabalhar de forma autônoma ou em parceria com Imobiliárias, Construtoras e Incorporadoras”, diz Juliana Gil. Segundo o código civil, o corretor tem a obrigação de informar espontaneamente ao seu cliente todas as informações disponíveis sobre o imóvel.

Fazem parte das suas responsabilidades:

– Checar a validade dos documentos do imóvel e veracidade das informações do vendedor, repassando-as para o comprador;

– Pesquisar e apresentar as certidões referentes à compra e venda, inclusive sobre dívidas em aberto do imóvel;

– Combinar com ambas as partes o preço e condições da transação, inclusive o percentual cobrado pelo seu trabalho;

– Agendar visitar aos imóveis e fazer a apresentação aos clientes interessados;– Orientar clientes interessados em investir no mercado imobiliário.

Para realizar todas essas funções, o corretor deve estar sempre atualizado quanto ao estado atual do mercado imobiliário.

É também necessário possuir amplo conhecimento sobre a legislação Imobiliária vigente para garantir que toda a documentação está regular e cumprir bem sua função.

Incorporadora

A Incorporadora é responsável pela articulação de um empreendimento. Ou seja, ela que realiza estudos a fim de identificar as oportunidades e tendências de mercado, faz estudos de viabilidade e de construção do empreendimento, desenvolvimento do produto e aquisição do terreno. “Muitas pessoas confundem a Incorporadora com a Construtora. A forma mais fácil de definir essa diferença é que essas empresas agem em parceria.

A Construtora é responsável por uma parcela da realização do empreendimento imobiliário, referente à contratação de mão de obra e realização da construção. Enquanto isso, a Incorporadora cuida do planejamento, desde os estudos de viabilidade, aquisição do terreno e formatação do produto a ser desenvolvido de acordo com as necessidades do consumidor , define Juliana Gil.

A Incorporadora conta com parcerias com diversos tipos de profissionais para garantir um serviço completo para seus clientes.

Entre esses profissionais, estão:

– Construtora, responsável por realizar obra;

– Escritórios de arquitetura e engenharia para a realização de projetos, cronogramas e orçamentos do empreendimento;

– Consultores de planejamento imobiliário, visando formular um produto final que atenda as necessidades do comprador;

– Empresas de avaliação Imobiliária para determinar qual será o valor de mercado do imóvel;

– Financiadoras, como bancos, tanto para investir na realização do empreendimento quanto para oferecer segurança para a pessoa física compradora.

Lembre-se a presença dessas instituições nos empreendimentos minimiza os riscos para ambas as partes;

– Consultorias especializadas em obtenção de licenças de instalação, aprovações em órgãos públicos, licenças ambientais, e aprovações em órgãos de preservação do patrimônio cultural.

Portanto, a Incorporadora é uma empresa empreendedora. Seu trabalho é identificar oportunidades, percebendo quais são as necessidades e tendências do mercado imobiliário. Além disso, essa empresa também realiza todo o planejamento necessário para transformar o empreendimento em realidade.

 

Então? Gostou da nossa solução? Entre em contato conosco

Deixe seu melhor e-mail
Ex. DDD 11 99999-0000

 

Categorias: Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Fale Agora